Vila na Pandemia

A Vila
na pandemia

Protocolo de volta às aulas

Com o apoio da equipe gestora, empresa de sanitização e pais médicos, elaboramos nosso protocolo de convivência, onde estão detalhadas todas as orientações, cuidados e medidas que deverão ser cumpridas por toda comunidade educativa, durante as aulas presenciais. Confira cada etapa e seja você também responsável pelo bem-estar e a saúde de todos.

Acesse os protocolos:

Árvore Vila Aprendiz

A Vila na pandemia

O que a Vila Aprendiz fez de diferente e desafiador durante a pandemia?

Não existe um jeito único capaz de despertar nos alunos a vontade de aprender, assim como não existe um jeito único de avaliar seu conhecimento.

 

Como na sala de aula presencial, o formato escolhido pela Vila para as aulas remotas permite que os alunos se comuniquem, colaborem, critiquem e interajam com os professores e colegas, ratificando nosso modelo educacional, que os coloca como parte do processo de aprendizagem e que não foca apenas o que é ensinado, mas como o conteúdo é passado, o processo.

 

Dessa forma, mesmo remotamente, conseguimos observar e acompanhar o amadurecimento emocional e pedagógico das crianças, através de atividades que são focadas em solucionar problemas, em não trazer respostas prontas, em compartilhar ideias e objetivos, despertando neles a responsabilidade pelo seu processo de aprendizagem.

 

Apesar de acontecer naturalmente e de as crianças não perceberem a intenção em cada atitude e desafio passado, tudo isso é pensado e estudado pela equipe, que une diferentes áreas do conhecimento e continua se capacitando e dedicando muito tempo a entender o que a pandemia nos trouxe de novo, algumas características da aprendizagem e não voltará a ser como antes. Como escreveu o futurista e filósofo norte americano Alvin Toffler, em 1970, “Os analfabetos do século 21 não serão aqueles que não sabem ler e escrever, mas aqueles que não conseguirão aprender, desaprender e reaprender.”

 

Como parte deste movimento de aprendizagem e com o objetivo de preparar as crianças para diversos tipos de situações em ambientes digitais, criamos um momento de encontro individual entre o aluno e o professor, via Google Classroom. Diante disso, pudemos perceber o aprendizado das crianças e entendermos ainda mais de perto suas necessidades.

Seja Vila Aprendiz! Vamos, juntos, aprender a viver e conviver nesse novo tempo, redesenhando o mundo que nos espera.

Notebook
Notepad

Perguntas frequentes

O que é Covid-19?


Os coronavírus são uma grande família de vírus comuns em muitas espécies diferentes de animais, incluindo camelos, gado, gatos e morcegos. Raramente, os coronavírus que infectam animais podem infectar pessoas, como exemplo do MERS-CoV e SARS-CoV. Recentemente, em dezembro de 2019, houve a transmissão de um novo coronavírus (SARS-CoV-2), o qual foi identificado em Wuhan na China e causou a COVID-19, sendo em seguida disseminada e transmitida pessoa a pessoa.A COVID-19 é uma doença causada pelo coronavírus, denominado SARS-CoV-2, que apresenta um espectro clínico variando de infecções assintomáticas a quadros graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a maioria (cerca de 80%) dos pacientes com COVID-19 podem ser assintomáticos ou oligossintomáticos (poucos sintomas), e aproximadamente 20% dos casos detectados requer atendimento hospitalar por apresentarem dificuldade respiratória, dos quais aproximadamente 5% podem necessitar de suporte ventilatório.




Como prevenir?


Ainda que o Brasil esteja avançando em vacinação, é importante que a população mantenha medidas de prevenção e controle orientados pelo Ministério da Saúde. Formas de transmissão

  • Por saliva, catarro e gotículas expelidas pela boca (espirro, tosse e fala).
  • Maçanetas e corrimãos.
  • Apertos de mão, abraços e beijos.




Como reduzir o risco de transmissão?


Vamos adotar medidas de prevenção e controle no dia a dia para conter a disseminação do vírus.

  • Use máscara o tempo todo.
  • Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
  • Cubra o nariz e a boca ao espirrar.
  • Mantenha o distanciamento social mínimo de 1 metro.
  • Evite aglomerações.
  • Isole-se ao apresentar sintomas como tosse, dor de garganta e febre.




Qual a máscara ideal para proteção?


A máscara atua como barreira. Ela evita que gotículas respiratórias propaguem no ar quando a pessoa tosse, espirra, fala ou levanta a voz. Use máscara!

  • Máscaras de tecido/pano - Recomendadas para o uso da população em geral. Devem possuir três camadas e serem fabricadas de acordo com as demais orientações do Ministério da Saúde e demais órgãos oficiais de saúde.
  • N95/PFF2 - Recomendadas para o uso de profissionais de saúde que atendam a casos suspeitos ou confirmados de Covid-19, e realizam procedimentos geradores de aerossóis.
  • Máscaras cirúrgicas - São indicadas para pessoas com sintomas de Covid-19 e para profissionais de saúde quando não realizam procedimentos geradores de aerossóis. Sugere-se o uso por idosos (>60 anos), pacientes imunocomprometidos e pessoas com comorbidades.





logo_casa.png

Projeto criado com o objetivo de nos mantermos mais pertinho uns dos outros e não perder o vínculo com as crianças, durante o período inicial da pandemia (férias em casa).